quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Asfalto em Visconde de Mauá

Deixe aqui seu comentário sobre o que acha do asfaltamento que foi oficialmente publicado pelo governo do RJ, vc é contra, ou a favor? As obras começam este ano ....
 

16 comentários:

Doutor disse...

Progresso é importante, mas a educação deve vir junto, ou mesmo antes do progresso. Sem asfalto, as pessoas(turistas) mal educadas já correm pelas "estradas" da região. O que causa dano ao meio ambiente e insegurança as pessoas nas leves caminhadas. Eu não sou contra o progresso, mas penso que seja importante um severo monitoramento dos impactos causados pela chegada do asfalto, o que não significa progresso.

Rezemos todos para que a "ambição" de maiores lucros não causem prejuízos incalculáveis ao meio ambiente, porque os donos de pousadas os prejuízos já podem ser calculados.

Seixas

advogadoseixas@gmail.com

Ledz disse...

Sim, eu concordo com o senhor.
Sou um dos moderadores deste blog e concordo integralmente, mas acho muito complicado que haja uma certa educação de todos que visitam a nossa cidade, seria interessante se fosse feita uma campanha para conscientizar a população local, mas não sei se seria possível fazer o mesmo para educar o país.

Edu disse...

Olá Led , o asfalto realmente é bem polemico , os comerciantes são a favor porque vai gerar receita , mas sem dúvida tem que ser sustentável , uma das maneiras de contornar esta situação foi o IBAMA aprovar só se fosse asfalto ecológico . Nos falamos .

Edison disse...

Sei que este assunto é muito delicado e que sempre vai existir uma polêmica sobre os benefícios ou não da vinda do asfalto. Algumas pessoas acham que é somente para gerar mais receitas para os comerciantes e com certeza estão quase certas, pois esqueceram quantos trabalham e dependem dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares que hoje estão sufocados de contas, dependendo de feriados para pagarem os atrasados, isto quando conseguem pagar. O progresso é inevitável em qualquer situação e temos sim é que ter a responsabilidade de zelar pelo equilíbrio entre o Homem e a Natureza, coisa que antigamente não existia e que hoje em dia já estamos muito mais consciente da importância do meio ambiente para nossa melhor existência, mas ser contra um asfalto que vai trazer muitos benefícios para a Região, não só pra gerar mais receita (se é que existe?) mas até em casos de emergência voce terá um acesso muito mais confortável, seguro e rápido. Considero Visconde de Mauá uma das Regiões mais lindas do Brasil, são 40 cachoeiras todas com trilhas, cercado pela Mata Atlântica com um verde de dar brilho nos olhos da gente, todos tem o direito de conhecer Visconde de Mauá, até aqueles que não podem ter uma Land Rover.

Anônimo disse...

Estive em Visconde Mauá nesse último final de semana, realmente a estrada é complicada, mas se não criarem mecanismos de controle severo, impedindo o acesso do turismo predatório na região, em pouco tempo a região ficará totalmente degradada, não só pelo turismo de "um dia" de final de semama, mas também com o turista de luxo que pode elitizar e acabar com a simplicidade da região que para mim é o principal atrativo do lugar.

voxcoelestis disse...

Sou contra o asfaltamento da regiao. Vou para Mauá há 15 anos todo fim de semana e lembro quando não tinha nem asfalto no início da serra... lá tem crescido muito o numero de pousadas, restaurantes, turismo, etc... com certeza as pessoas que trabalham diretamente nestes ramos desejam o asfalto. Levará mais pessoas a Mauá, mais renda para eles. Mas a cidade suportará? Claro que nao. Aquilo é um cantinho ainda preservado da natureza. Se alguém quer ver asfalto lá, é porque não ama aquele lugar e que se prepare para ver o fim do que conhecemos hoje. Não será o mesmo lugar jamais. Para Mauá sou a favor sim, de hospital com boa infra-estrutura, boas escolas com transportes para as crianças, conscientização ecológica dos moradores e visitantes. Mas asfalto, nunca. Já tem até muito.

Anônimo disse...

Estive em Visconde de Mauá duas vezes, e se a estrada não estivesse tão ruim visitaria a região pelo menos umas 04 vezes por ano.
Acho ótimo o asfaltamento da estrada, contudo, a Administração Pública Municipal, Estadual e os empresários devem fomentar e os moradores, já que também vão se beneficiar com o progresso da região, devem participar de campanhas educativas visando preservar o meio ambiente da região.
É certo que a infra-estrutura da região deve ser adaptada para comportar o aumento de visitantes.
Ou seja, se todos fizerem sua parte, não há razão para temer o progresso de Visconde de Mauá.

Jorge Souza
Servidor Público

Mario Gabriel (Mapa Astral) disse...

Olá, Maua é ótimo sem asfalto e certamente poderá ser ótimo com asfalto, dependendo de todos nós. Palavra de ordem: fiscalização voluntária. Quem gosta cuida. Quem ama assume. Quem protege é uma mãe. Vamos continuar indo para Maua sem e com asfalto, fazendo parte do lugar. Denunciando todo e qualquer coisa fora da ordem natural, é o nosso dever. Os que mandam também devem seguir as regras... A gente se encontra em Maua, um pequeno modelo do planeta Terra. E se o curso das coisas for para esse lado asfaltado da história, que seja um belo asfalto para trazer muita luz para todos em Maua. Energia possitiva. Paz para vocês, bom te ver em Maua... Amor, Mario...

Mario Gabriel (mapa astral) disse...

Me esqueci
21 2608-0800 9165-0101
www.syntonia.com

AnnaLuz disse...

Gente!! Acorda!!! Estamos no BRASIL!! Esqueceram?
Sou totalmente CONTRA o asfalto na estrada de visconde de Mauá! O "fácil" acesso causará um grave dano ambiental e um maior risco de acidentes! O poder público deverá investir na melhoria da estrada, mas ASFALTAR JAMAIS!!!!!!
Vamos fazer um abaixo-assinado, quem se propõe?
Anna

Anônimo disse...

Sou contra o asfaltamento, pois o mesmo levará ao turismo predatório, que irá destruir um dos poucos lugares de natureza preservada e turismo sem violencia.

C.A.R.B.S disse...

Amigos,
A pré-história já passou; estrada em leito natural, mal conservada e naquela distância, só causa degradação ao local. Não há nenhuma espécie de benefício na perpetuação desse tipo de coisa. A degradação social da região é causada por aqueles que não querem que as coisas mudem, para que possam viver das lembranças do tempo que se podia passar o dia nú tomando banho no Rio Preto. Amigos, "o tempo não para"...

andre paul disse...

a velha estoria se repete mais uma vez: "o sonho acabou"

foram os jovens desbravadores que um dia chegaram a maua,(apos os colonizadores) e abriram seus pequenos negocios, amavam o dificil acesso e a natureza preservada.
o tempo passou, chegaram aos 50 anos de idade, enriqueceram, e hoje nao aguentam mais os buracos da estrada, e dos desdobramentos do dificil acesso ...
parabens a visconde de maua , que inexoravelmente se transformará em uma nova Campos do Jordao.
para mim, o iníco do fim da tao bela Visconde de Maua e do Rio Preto.
Ainda restará na regiao o Mirantão e Santo Antonio... mas não sei se valerá a pena ...

jean disse...

Cavalos na ponte Tia Sofia deixam seus dejetos diarios ha quanto tempo? Mais de 10 anos com certeza. E poder publico ou sociedade civil NUNCA conseguira fazer nada a respeito. Os tais quadriciclos proibidos de circular em via publica, continuam nao apenas circulando e poluindo, como tem causado cada vez mais acidentes (porque ha cada vez mais deles) e ate mortes. E ate hoje NECAS de conseguirem dar um jeito nessa pataquada. Comerciantes do centro de Maringa usam ha muuuuuuitos anos as mesmas fossas inadequadas e subdimensionadas, e TODO feriado acaba com aquele cheirinho "bom" de coco de anteontem. E NADA de atitude dos orgaos publicos (im)competentes.
Bom, citei apenas 3 "bobagens", se comparadas a coisas mais graves como construcoes a beira-rio, falta de creche, falta de ambulancia, de posto de saude, de profissionais de saude, de policiamento, de servicos bancarios, ufa... Pois se nem essas "bobagens" sao resolvidas depois de tanto tempo, e com o fluxo comedido de turistas que a estrada precaria permite, como acreditar que o poder publico vai se transformar de uma hora para outra em prodigio de competencia??? Gente, o governo estadual vai colocar o asfalto, juntar as tralhas e cair fora. Depois disso, nossas 3 prefeituras chinfrins eh que vao ter que dar conta do aumento de fluxo de pessoas. E eh mais do que obvio que NAO VAO CONSEGUIR DAR CONTA, mas as chamadas "liderancas locais" insistem em acreditar (ou sera que fingem acreditar?) no coelhinho da pascoa... Juram que se o povo se unir e fiscalizar tudo dara certo. Hahaha!
No dia em que nao houver mais cavalos, quadriciclos e cheiro de fossa no centro de Maringa, talvez de pra comecar a pensar em asfaltar a serra em mais uns 5 anos. Mas antes disso eh que nem dar uma festa sem banheiro, sem luz e sem agua...

Jean

vladir disse...

Moro em Mauá a 19 anos, aos poucos a população cresceu e hoje já chega a 6000 habitantes se as condições de acesso não melhorarem a população local fica sem acesso a socorro médico, não escoa a produção local, sem acesso a educação e cultura. isolar mauá só é bom para algumas pessoas de fora, principalmente àquelas que já tem seu "ganha pão" assegurado. Precisamos assegurar o direito constitucional de ir e vir da população local. A legislação ambiental existe e caberá, coma sua aplicação, proteger o ecossistema. A proposito, muitos dos ditos ambientalista locais, vem promovendo desmembramento irregular de terra e construção em APP, isto bem antes do asfalto. então que venha o asfalto e que se aplique de fato a lei.

RICARDO disse...

Venho para a Região de Mauá há mais de 20 anos, sempre subindo e descendo a serra na maior tranquilidade, mesmo com os burados, em marcha lenta, apreciando o visual da floresta.
Agora, na virada de 2011, vi uma estrada feia, com barrancos cortados a prumo, com revestimento de capim substituindo a floresta, e queda de barreiras a cada curva.
O resultado é: estrata intertidada pela Defesa Civil em plena temporada de Ano Novo, desabastecimento da região e incertezas para a volta.
Os defensores do "asfalto" devem estar orgulhosos.