quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Parque do Itatiaia tem trilha reaberta para Visconde de Mauá .

17 de julho de 2011

- O Estado de S.Paulo

Estudantes do 2.º ano do ensino médio de uma escola de Barra Mansa (RJ) se divertem ao ver poças de água congeladas no Parque Nacional do Itatiaia. A temperatura no parque mais antigo do País chegou a -1ºC na madrugada, mas o sol brilhava forte e todos os olhares se voltam para sua atração mais famosa: o Pico das Agulhas Negras.

Essa formação rochosa fica na parte alta do parque - até lá chegam apenas 10% dos turistas que passeiam pelo local. O professor de geografia Carlos Nunes faz questão de trazer seus alunos ao Itatiaia para que "visualizem" o que foi dito em sala de aula. "É tão perto que seria um crime não conhecer. E é um passeio que se guarda para a vida toda."

Já os montanhistas que frequentam o Itatiaia estão animados com o fato de ter sido reaberta a travessia mais antiga do parque, a Rebouças-Mauá via Rancho Caído, com cerca de 20 quilômetros. Ela estava fechada desde a década de 1980. O trajeto começa no Abrigo Rebouças, contorna o Pico das Agulhas Negras, passa por cachoeiras até chegar ao Vale das Cruzes, em Visconde de Mauá. A ideia é percorrê-la em dois dias.

Outra trilha bem menor, de cerca de 15 minutos, leva até a cachoeira do Itaporani, na parte baixa do parque. Ela ficou fechada por mais de um ano por causa de um deslizamento de terra e sua reabertura estava prevista para hoje. As melhorias na trilha foram feitas por funcionários terceirizados, contratados graças a uma parceria com a Michelin, que tem uma fábrica na região. O acordo vale por cinco anos.

O chefe do parque, Walter Behr, defende a parceria com a iniciativa privada para realizar melhorias no local. Hoje, estão na ativa no Itatiaia dez analistas ambientais e cinco técnicos administrativos. O parque tem uma área equivalente ao município de Santos, no litoral paulista, e é o sétimo em visitação - recebeu 84 mil turistas no ano passado.

Behr também tenta aproveitar os recursos de compensações ambientais de empresas. "Pretendemos usar R$ 3,2 milhões de compensação da Votorantim para projetos dos 75 anos do parque, como o novo portal de entrada, um restaurante e lanchonete."

Reivindicações. Edson Ferreira Santiago, de 61 anos, é voluntário do parque e presidente do Grupo Excursionista Agulhas Negras. Ele frequenta o local desde 1972 e foi um dos que batalharam pela reabertura da travessia Rebouças-Mauá. Os montanhistas reivindicam agora um camping maior e com melhor estrutura. "A visitação na parte alta só não é maior por causa disso." Santiago também pretende conseguir a permissão para uso de uma travessia nomeada de Trans-PNI, que cruza quase toda a extensão do Itatiaia, e para o Circuito dos Cinco Lagos, com belas vistas panorâmicas. / A.B., ENVIADA ESPECIAL A ITATIAIA .

O ESTADO DE SÃO PAULO , link original :

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,parque-do-itatiaia-tem-voluntarios-e-empresa-privada,745946,0.htm

Nenhum comentário: